Eva Maria Lakatos, Marina de Andrade Marconi

Metodologia Científica

Oriente seus estudos e investigações. Metodologia Científica traz instrumentos e meios de organização de pesquisa e estuda métodos científicos de abordagem e de procedimentos, como: dedutivo, intuitivo, dialético, comparativo, estatístico e funcionalista.

Metodologia Científica, de Eva Maria Lakatos e Marina Marconi, explica e mostra os principais usos da pesquisa qualitativa (estudo de caso, pesquisa etnográfica, análise de conteúdo, pesquisa fenomenológica) e de pesquisa quantitativa (ensaio clínico, estudo de coorte, estudo de caso-controle, levantamento), bem como a triangulação de métodos.

Esta sétima edição traz métodos científicosteoriahipóteses e variáveisciência e conhecimento científico, além de metodologia jurídica.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de AndradeMetodologia Científica. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2018.

FRETE INCLUSO

R$89,00

Em estoque

em até 3x de R$29,67 sem juros

à vista R$80,10 via depósito

Categorias: ,

Descrição

SUMÁRIO

1 Conhecimento científico e ciência, 
1 Conhecimento científico e outros tipos de conhecimento
1.1 Correlação entre conhecimento popular e conhecimento científico
1.2 Características do conhecimento popular
1.3 Quatro tipos de conhecimento
1.3.1 Conhecimento popular
1.3.2 Conhecimento filosófico
1.3.3 Conhecimento religioso
1.3.4 Conhecimento científico
2 Conceito de ciência
2.1 Conceito de Ander-Egg
2.2 Conceito de Trujillo Ferrari
2.3 Visão geral dos conceitos
2.4 Natureza da ciência
2.5 Componentes da ciência
3 Classificação e divisão da ciência
3.1 Classificação de Comte
3.2 Variação da classificação de Comte
3.3 Classificação de Carnap
3.4 Classificação de Bunge
3.5 Classificação de Wundt
3.6 Classificação adotada
4 Ciências formais e ciências factuais
5 Características das ciências factuais
5.1 O conhecimento científico é racional
5.2 O conhecimento científico é objetivo
5.3 O conhecimento científico é factual
5.4 O conhecimento científico é transcendente aos fatos
viii Sumário
5.5 O conhecimento científico é analítico
5.6 O conhecimento científico é claro e preciso
5.7 O conhecimento científico é comunicável
5.8 O conhecimento científico é verificável
5.9 O conhecimento científico é dependente de investigação metódica
5.10 O conhecimento científico é sistemático
5.11 O conhecimento científico é acumulativo
5.12 O conhecimento científico é falível
5.13 O conhecimento científico é geral
5.14 O conhecimento científico é explicativo
5.15 O conhecimento científico é preditivo
5.16 O conhecimento científico é aberto
5.17 O conhecimento científico é útil
Leitura recomendada

2 Métodos científicos
1 Conceito de método
2 Desenvolvimento histórico do método
2.1 O método de Galileu Galilei
2.2 O método de Francis Bacon
2.3 O método de Descartes
2.4 Concepção atual do método
3 Método indutivo
3.1 Caracterização
3.2 Leis, regras e fases do método indutivo
3.3 Formas e tipos de indução
3.4 Críticas ao método indutivo
4 Método dedutivo
4.1 Argumentos dedutivos e indutivos
4.2 Argumentos condicionais
4.3 Explicação dedutivo-nomológica
4.4 Generalidade e especificidade do método dedutivo
4.5 Críticas ao método dedutivo
5 Método hipotético-dedutivo
5.1 Considerações gerais
5.2 A posição de Popper perante a indução e o método científico
5.3 Etapas do método hipotético-dedutivo segundo Popper
5.3.1 Problema
5.3.2 Conjecturas
5.3.3 Tentativa de falseamento
5.4 O método hipotético-dedutivo segundo outros autores
5.5 Críticas ao método hipotético-dedutivo
6 Método dialético
6.1 Histórico
Sumário ix
6.2 Leis da dialética
6.2.1 Ação recíproca
6.2.2 Mudança dialética
6.2.3 Passagem da quantidade à qualidade
6.2.4 Interpenetração dos contrários
6.3 Críticas ao método dialético
7 Métodos específicos das ciências sociais
7.1 Métodos e métodos
7.2 Métodos de abordagem
7.3 Métodos de procedimento
7.3.1 Método histórico
7.3.2 Método comparativo
7.3.3 Método monográfico
7.3.4 Método estatístico
7.3.5 Método tipológico
7.3.6 Método funcionalista
7.3.7 Método estruturalista
7.4 Uso concomitante de diversos métodos
7.5 Quadro de referência
Leitura recomendada

3 Fatos, teorias e leis
1 Fato e teoria
1.1 Papel da teoria em relação aos fatos
1.1.1 Orientação sobre os objetos da ciência
1.1.2 Oferecimento de um sistema de conceitos
1.1.3 Apresentação de um resumo do conhecimento
1.1.4 Previsão de fatos
1.1.5 Indicação de lacunas no conhecimento
1.2 Papel dos fatos em relação à teoria
1.2.1 O fato inicia a teoria
1.2.2 O fato reformula e rejeita teorias
1.2.3 O fato redefine e esclarece teorias
1.2.4 O fato clarifica os conceitos contidos nas teorias
2 Teoria e leis
2.1 Abordagem de graduação
2.2 Abordagem qualitativa
3 Conceitos e sistema conceptual
3.1 Conceitos, constructos e termos teóricos
3.2 Conceito como abstração
3.3 Conceitos e comunicação
3.4 Limitações no emprego dos conceitos
3.5 Definição operacional dos conceitos
4 Teoria: definições
x Sumário
5 Desideratos da teoria científica ou sintomas de verdade
5.1 Requisitos sintáticos
5.1.1 Correção sintática
5.1.2 Sistematicidade ou unidade conceitual
5.2 Requisitos semânticos
5.2.1 Exatidão linguística
5.2.2 Interpretabilidade empírica
5.2.3 Representatividade
5.2.4 Simplicidade semântica
5.3 Requisitos epistemológicos
5.3.1 Coerência externa
5.3.2 Poder explanatório
5.3.3 Poder de previsão
5.3.4 Profundidade
5.3.5 Extensibilidade
5.3.6 Fertilidade
5.3.7 Originalidade
5.4 Requisitos metodológicos
5.4.1 Escrutabilidade
5.4.2 Refutabilidade ou verificabilidade
5.4.3 Confirmabilidade
5.4.4 Simplicidade metodológica
Leitura recomendada

4 Hipóteses
1 Caracterização das hipóteses
1.1 Definições
1.2 Análise das definições
1.3 Conceito adotado
2 Tema, problema e hipótese
2.1 Tema e problema
2.2 Problema e hipótese
2.3 Formulação de hipóteses
3 Importância e função das hipóteses
3.1 Importância das hipóteses
3.2 Função das hipóteses
4 Tipos de hipóteses
4.1 Classificação de Selltiz, Jahoda, Deutsch e Cook
4.2 Classificação de Goode e Hatt
4.3 Classificação de Bunge
4.3.1 Classificação sintática
4.3.2 Classificação semântica
4.3.3 Classificação epistemológica
Sumário xi
5 Fontes de elaboração de hipóteses
5.1 Conhecimento familiar
5.2 Observação
5.3 Comparação com outros estudos
5.4 Dedução lógica de uma teoria
5.5 A cultura geral na qual a ciência se desenvolve
5.6 Analogias
5.7 Experiência pessoal, idiossincrática
5.8 Casos discrepantes na própria teoria
6 Características das hipóteses
6.1 Características
6.2 Análise das características
6.2.1 Consistência lógica
6.2.2 Verificabilidade
6.2.3 Simplicidade
6.2.4 Relevância
6.2.5 Apoio teórico
6.2.6 Especificidade
6.2.7 Plausibilidade e clareza
6.2.8 Profundidade, fertilidade e originalidade
6.2.9 Originalidade
Leitura recomendada

5 Variáveis – elementos constitutivos das hipóteses
1 Conceitos
2 Variáveis no universo da ciência
3 Composição das variáveis
4 Significado das relações entre variáveis
4.1 Relação simétrica
4.2 Relação recíproca
4.3 Relação assimétrica
5 Variáveis independentes e dependentes
5.1 Conceito e diferenciação
5.2 Fatores determinantes do sentido da relação causal entre variáveis independentes e dependentes
5.2.1 Ordem temporal
5.2.2 Fixidez ou alterabilidade das variáveis
5.3 Tipos de relações causais entre variáveis independentes e dependentes
6 Variáveis moderadoras e de controle
6.1 Variável moderadora: conceito e identificação
6.2 Variável de controle: conceito e aplicação
7 Fator de teste
xii Sumário
8 Variáveis extrínsecas e componentes
8.1 Variáveis extrínsecas e as relações espúrias
8.2 Variáveis componentes e apresentação em bloco
9 Variáveis intervenientes e antecedentes
9.1 Variáveis intervenientes
9.2 Variáveis antecedentes
10 Variáveis de supressão e de distorção
10.1 Variáveis de supressão
10.2 Variáveis de distorção
11 O fator de teste como suporte de uma interpretação
Leitura recomendada

6 Plano de prova: verificação das hipóteses
1 Método da concordância
1.1 Método da concordância positiva
1.1.1 Vantagens do método da concordância positiva
1.1.2 Desvantagens do método da concordância positiva
1.2 Método da concordância negativa
2 Método da diferença ou plano clássico da prova
3 Método conjunto de concordância e diferença
4 Método dos resíduos
5 Método da variação concomitante
6 Variantes do plano experimental clássico
6.1 Projeto antes-depois
6.2 Projeto antes-depois com grupo de controle
6.3 Projeto quatro grupos: seis estudos,
6.4 Projeto depois somente com grupo de controle
6.5 Projeto ex post facto
6.6 Projeto de painel
7 Plano experimental e relações propriedades-disposições
7.1 Característica de contiguidade
7.2 Característica da especificidade
7.3 Característica de comparação ou de controle
7.4 Característica de unidirecionalidade
Leitura recomendada

7 Metodologia jurídica
1 Conceito de método
2 Método jurídico
2.1 Método indutivo ou indução
2.2 Método dedutivo
Sumário xiii
3 Metodologia do ensino jurídico
3.1 Obstáculos à mudança
3.2 Fatores de crise
4 Monografia jurídica
4.1 Conceitos
4.2 Características
4.3 Objetivos
4.4 Escolha do tema
4.5 Tipos de monografia
4.6 Estrutura da monografia
4.7 Esquema
Leitura recomendada

8 Metodologia qualitativa e quantitativa
1 Pesquisa quantitativa e pesquisa qualitativa
2 Abordagem qualitativa
2.1 Conceitos e características da abordagem qualitativa
2.2 Fases da abordagem qualitativa
2.3 Delineamentos qualitativos
2.3.1 Estudo de caso
2.3.2 Pesquisa etnográfica
2.3.3 Análise de conteúdo
2.3.4 Pesquisa fenomenológica
3 Técnicas de pesquisa qualitativa
3.1 Observação
3.1.1 Observação assistemática e observação sistemática
3.1.2 Observação participante
3.2 História de vida
3.3 História oral
3.4 Grupo focal
3.5 Entrevista,
3.5.1 Tipos de entrevista
3.5.2 Vantagens e limitações das entrevistas,
3.6 Questionário e formulário
3.7 Análise e interpretação de dados na pesquisa qualitativa
4 Elaboração de pesquisa qualitativa
5 Abordagem quantitativa
5.1 Características da pesquisa quantitativa
5.2 Vantagens da abordagem quantitativa
5.3 Desvantagens da metodologia quantitativa
5.4 Delineamentos de pesquisa quantitativa
5.4.1 Delineamento de ensaio clínico
5.4.2 Delineamento de estudo de coorte
xiv Sumário
5.4.3 Delineamento de estudo de caso-controle
5.4.4 Delineamento de levantamento
6 Técnicas de pesquisa quantitativa
6.1 Observação
6.1.1 Observação assistemática ou não estruturada
6.1.2 Observação sistemática ou estruturada
6.1.3 Observação não participante
6.2 Entrevista
6.3 Questionário e formulário
6.4 Medidas de opinião e atitudes
6.4.1 Escalas sociais
6.4.2 Testes
6.4.3 Sociometria
6.5 Análise e interpretação dos dados quantitativos
7 Elaboração de pesquisa quantitativa
8 Técnica de triangulação metodológica
Leitura recomendada

Informação adicional

Peso 0.570 kg
Dimensões 23 × 16 cm
Autor (es)

Eva Maria Lakatos, Marina de Andrade Marconi

Edição

Editora

Atlas

Ano de Publicação

2017

ISBN

9788597010701

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.